O setor de tecnologia vem sofrendo transformações significativas ao decorrer dos últimos anos. O que considerávamos futurista, agora está se tornando realidade, inteligência artificial, realidade virtual, internet das coisas e outras mudanças que a transformação digital está proporcionando para diversos setores e os gerentes de TI precisam se preparar para as tendências de mercado.

Estima-se que o mercado mundial de serviços de TI crescerá 2,3% em 2017, está claro que investir em tecnologia será crucial para agregar valor ao negócio, bem como se manter competitivo no mercado. Diante dos avanços tecnológicos, selecionamos cinco principais mudanças que os gerentes de TI não podem deixar de realizar ainda em 2017.

1 – A fusão entre virtual e real: experiência do usuário como prioridade

A realidade aumentada já está cada vez mais presente no dia a dia dos consumidores, agregar valor ao usuário por meio de novas aplicações e dispositivos, não será exclusividade dos smartphones, Smart TVs, relógios, até mesmo o painel do carro, é uma tendência que não poderá ficar de fora da sua estratégia de TI. A experiência do usuário terá prioridade, ou seja, toda a evolução dos aparelhos será voltado para as necessidades do consumidor final. Sendo assim, a evolução dos aparelhos atravessará os dispositivos, dando a possibilidade de uma geladeira avisar, não só sobre a temperatura, mas também sobre o tempo de conservação de um alimento, bem como diversas outras informações que estará disponível no seu celular ou será enviado para o seu e-mail.

2 – Internet das coisas: como se preparar para essa realidade

Com tantos dispositivos conectados, a tecnologia precisa ser integrada e estar preparada para o grande fluxo de informação que será gerado. Durante a Campus Party, realizada em fevereiro em São Paulo, a Karen Sandler, palestrante e desenvolvedora, falou sobre a importância do software livre para que a Internet das coisas realmente siga seu caminho. Para que realmente tenhamos uma maior conectividade entre os aparelhos que conhecemos, os softwares precisam ter essa possibilidade de adaptação.

3- Big data e Cloud Computing: transformação no armazenamento e gestão

Não é de hoje que o Big Data mudou não só a forma de armazenar dados, mas também a produção, gerenciamento e como utilizar esse grande volume de informação como fator estratégico para as corporações. De acordo com a IDC, até 2018, pelo menos metade dos gastos com TI será baseado em Cloud Computing, isso porque investir em plataformas que conectem os dispositivos aos provedores de computação na nuvem, com segurança e interações off-line, será essencial para atender as demandas das novas tecnologias. Informação que precisa constar no radar dos gerentes de TI.

4 – Segurança e proteção de dados

Recentemente grandes empresas sofreram ataques de hackers, tendo sistemas invadidos e informações e conteúdo roubados, aqui no Brasil a Petrobras, Itamaraty e órgãos públicos sofreram ataques. Investir em segurança também é uma forte tendência, diante de tantas informações difundidas na rede. Dados do IDC apontam que 52% dos dados que deveriam ser protegidos, não são e, o mais preocupante, as empresas não sabiam que estavam expostos.

5 – Investir em tecnologia e soluções inteligentes e customizadas ao seu negócio

Diante de cenários que exigem soluções rápidas e estratégias eficazes, a infraestrutura da sua empresa precisa ser mais ágil e flexível às novas tendências e mudanças de cenário que são exigidas. Investir em tecnologia é dar força para sua empresa ser competitiva. Deste modo, o outsourcing de TI também é uma tendência corporativa que precisa ser levada em consideração quando estamos falando de se preocupar com as estratégias da core business da sua empresa.

Entre em contato com nossos gerentes de conta e entenda como podemos realizar um projeto completamente customizado às necessidades da sua organização. Ligue para (11) 2858-7630 ou envie mensagem para o nosso What´s app (11) 99552-0952.