A adoção do outsourcing de TI ou, também conhecido como terceirização, tem sido considerada em muitos negócios como uma estratégica de excelência para a redução de gastos, aumento da produtividade, elevação dos níveis de segurança de dados e minimização dos riscos econômicos. 

Além disso, essa solução de gestão aumenta a eficiência operacional, na medida em que a locação — e não aquisição — de hardwares e softwares influencia na forma como os processos internos são desempenhados por todos os colaboradores.

Para entender melhor, continue conosco neste post e entenda 6 vantagens da terceirização desses serviços nas empresas!

1. Redução de custos

A primeira vantagem está diretamente atrelada aos gastos. Afinal, a locação de computadores, celulares, servidores e demais suportes tecnológicos viabiliza o corte de despesas que, outrora, eram direcionados à aquisição e manutenção desses bens.

Assim, os recursos financeiros CAPEX (capital expenditure), utilizados para compras vinculadas a investimentos corporativos, conseguem ser injetados em outras aplicações empresariais, como os treinamentos das equipes.

Nesse sentido, a contratação desses serviços evita a descapitalização das empresas. Como a compra de maquinários implica a necessidade de altos parcelamentos e/ou financiamentos, a amortização integral desses custos, que oscila entre 3 a 5 anos, deixa de ser uma preocupação constante dos gestores com os serviços de locação.

O outsourcing torna-se ainda mais vantajoso diante de uma variável inerente a toda tecnologia vendida no mercado atual: a obsolescência. Por isso, quando gestores decidem adquirir os hardwares, os prejuízos decorrentes dessa depreciação tecnológica são arcados exclusivamente pelas companhias. Já na locação, essas despesas, simplesmente, desaparecem.

Isso porque, normalmente, tais serviços incluem, além da manutenção, a possibilidade de substituição por praças de computadores mais atualizadas de tempos em tempos, conforme estipulação contratual entre as partes, sem custos extras. 

2. Equipes de apoio especializadas

Combinado ao fornecimento de todo o aparato tecnológico de ponta às companhias, o outsourcing também disponibiliza suporte técnico altamente especializado no atendimento ágil e eficaz para atender da melhor forma as demandas de cada empresa contratante.

A AGASUS, presente em mais de 185 cidades brasileiras, por exemplo, tem vasta experiência na resolução cirúrgica de problemas relacionados ao uso e funcionamento de todos os seus recursos alocados. Esse contato pode ser feito via e-mail ou telefone, conforme preferência do cliente.

Além disso, os contratantes são munidos com acesso 24h por dia ao Agasus Service Management. Esse sistema online é composto por funcionalidades que facilitam a realização de novos pedidos de locação de maquinários ou de substituição, sem demora. 

3. Aumento da produtividade

A melhoria no índice de desempenho dos processos internos das empresas também é outro ponto de destaque com a adoção do outsourcing de TI na gestão empresarial.

Isso porque as empresas terceirizadas comprometem-se a fornecer somente hardwares atualizados e em perfeito funcionamento, e as tarefas de rotina das organizações contratantes conseguem ser desempenhadas de modo mais célere e eficiente. Assim, bugs e shutdowns inesperados de softwares são precavidos antes mesmo que eles se tornem problemas reais para os colaboradores.

Para garantir a obtenção de bons índices de desempenho após a contratação, esses serviços de locação são, geralmente, regulamentados pelos denominados SLA’s (Service Level Agreement). Em suma, tais documentos são contratos de concordância pelos quais as empresas terceirizadas se responsabilizam no alcance de metas corporativas previamente fixadas entre os signatários.

A depender do acordado nesses instrumentos jurídicos, pode haver, até mesmo, a possibilidade de penalização das terceirizadas caso os resultados não venham a ser tangenciados. 

4. Segurança das informações

Os dados são vistos hoje como um dos bens mais valiosos em qualquer tipo de segmento empresarial. Por esse motivo, garantir a segurança contra o acesso e modificação não autorizada de redes e arquivos corporativos evita situações que possam impactar negativamente nos rendimentos dos negócios.

Para isso, a locação de servidores, por exemplo, inclui tanto os serviços de armazenamento escalonável em nuvem dos dados digitais quanto a proteção ininterrupta desses bens, mediante o uso de sistemas criptografados e a realização de backups.

Esses serviços agregam valor às empresas, na medida em que as informações corporativas passam a ser zeladas de acordo com procedimentos regulamentados por órgãos internacionais. Tudo para que somente os colaboradores usuários munidos de senhas detenham acesso às redes e informações privadas das companhias.

Em razão disso, o outsourcing de TI reduz as despesas que seriam despendidas no investimento com a segurança desses dados. Afinal, nos casos de compra de servidores e demais hardwares, seria necessária a contratação de colaboradores especialistas em segurança digital — onerando ainda mais os gastos empresariais com folhas de pagamento.

5. Foco no core business

Muitas vezes, problemas nos sistemas operacionais impedem que colaboradores consigam desempenhar suas tarefas de rotina com eficiência. Assim, a lentidão no acesso de sistemas e o encerramento inesperado dos softwares são dificuldades que devem ser prevenidas ou corrigidas pelas equipes de TI, com o intuito de manter a produtividade dos negócios a níveis satisfatórios.

Nesse sentido, esses profissionais acabam perdendo boa parte de seu tempo de trabalho em atividades secundárias de manutenção dos softwares, deixando as atividades-fim em segundo plano. 

Por isso, os serviços de locação também englobam o suporte de equipes terceirizadas para o reparo ágil dos hardwares alocados. Isso permite que problemáticas atreladas ao desempenho desses recursos sejam solucionadas pelas próprias empresas contratadas. Dessa forma, sobra mais tempo aos colaboradores para a dedicação das atividades centrais.

6. Redução de riscos econômicos

Um dos fatores de maior receio entre gestores está na contratação de serviços que precisem ser, eventualmente, suspensos ou extintos. Isso se intensifica quando multas bastante onerosas são estabelecidas nos contratos de terceirização de TI.

Por esse motivo, a AGASUS, com a visão de contribuir com a eficiência e a saúde financeira de seus clientes, oferece em seus contratos de locação cláusulas de isenção de multas indenizatórias, desonerando-os de gastos extras.

Além disso, caso algum projeto empresarial precise ser, provisoriamente, congelado, não há necessidade, a princípio, de devolver os maquinários à AGASUS ou extinguir o contrato.

Basta solicitar que a contratação seja suspensa. Durante esse período de paralisação, os hardwares podem permanecer bloqueados com as empresas contratantes para facilitar a retomada posterior dos projetos a qualquer tempo. Tudo, sem a incidência de custos adicionais. 

Portanto, a terceirização de TI é uma excelente medida estratégica, que vem atraindo a atenção de muitos gestores, na medida em que aumenta a eficiência operacional e, ao mesmo tempo, reduz os gastos em diversas áreas. 

Percebe como o outsourcing de TI auxilia no aprimoramento da gestão empresarial? Se quiser saber tudo sobre nossos orçamentos, formas de contração e outros benefícios, entre em contato conosco!