No ambiente corporativo, a rede de computadores é de suma importância para o lucro e, consequentemente, para o sucesso de uma empresa. Por isso, cuidar dos ativos de rede de forma eficaz faz toda a diferença entre o fracasso ou o sucesso do negócio.

Neste post, você vai entender o que são esses ativos, qual é a diferença entre ativos e passivos de rede e conhecer os equipamentos mais importantes para a rede de computadores da sua empresa. Você ainda vai aprender como fazer um monitoramento eficiente e garantir a disponibilidade da rede da organização.

E, então, pronto para começar? Vamos lá!

O que são ativos de rede?

Ativos de rede são equipamentos específicos que permitem estruturar uma rede de computadores, conectando as máquinas da empresa umas às outras e também conectando a organização à internet.

Tecnicamente, eles são responsáveis por gerar e receber dados, além de converter sinais eletrônicos ou ópticos. São esses dispositivos que geram todo o tráfego de dados que passa pelos equipamentos passivos da rede.

São exemplos de ativos de rede:

  • hubs;
  • switches;
  • roteadores;
  • servidores;
  • placas de rede;
  • firewall.

Todos esses equipamentos são necessários para que a infraestrutura de rede da organização funcione bem. Portanto, é muito importante dimensionar corretamente os dispositivos de acordo com as necessidades da empresa.

Qual é a diferença entre ativos e passivos de rede?

Os ativos de rede são os dispositivos que analisam as informações trafegadas e decidem como elas afetam os sistemas. Eles são responsáveis pela comunicação entre computadores e servidores de forma confiável e com alta performance.

Já os equipamentos passivos de rede são aqueles que transportam os dados, mas que não interferem nas informações trafegadas e nem nos sinais que passam por eles. Esses dispositivos permitem a interligação dos equipamentos, mesmo que alguns deles não necessitem de energia elétrica para sua finalidade.

São exemplos de equipamentos passivos de rede:

  • conector Rj45;
  • tubo de polietileno;
  • fontes de alimentação;
  • réguas de alimentação e de distribuição;
  • bastidores de rede;
  • patch panels;
  • calhas.

Agora que você entendeu o que são ativos e passivos de rede, que tal conhecer os detalhes dos equipamentos que são mais importantes para as empresas? Continue conosco!

Quais são os ativos de rede mais importantes?

A fim de que a rede de computadores de uma empresa funcione de forma correta e com eficiência, é necessário que ela seja composta por diversos componentes, cada um deles com sua responsabilidade.

Confira, agora em detalhes, cada um dos ativos de rede mais importantes para as empresas:

Switch

O switch é o responsável pela interligação de vários computadores e outros equipamentos, mantendo a alta performance da rede, independentemente da quantidade de dispositivos conectados.

Roteadores

Um roteador é o equipamento que faz a interligação entre redes distintas, mas de mesma tecnologia, dentro das empresas. Ele também é o dispositivo que liga a rede interna da organização à externa, ou seja, conecta a companhia com a internet.

Servidores

São equipamentos que armazenam arquivos e gerenciam as informações que os usuários criam e acessam diariamente. Os servidores também controlam as redes da organização, proporcionando mais agilidade no acesso aos dados.

O uso de servidores evita que as empresas sofram com a vulnerabilidade de segurança da informação e percam seus dados.

Placa de rede

A placa de rede é o dispositivo que controla todo o fluxo de dados enviados ou recebidos pelo computador. Essa placa faz com que os computadores possam trocar informações por meio da rede interna ou da internet.

Hub

O hub é um dispositivo concentrador de rede que interliga os computadores, difundindo a mesma informação para múltiplos receptores ao mesmo tempo. Esse equipamento é cada vez menos utilizado, pois ele cria um único domínio de colisão para transmitir os dados, o que reduz um pouco a performance da rede.

Firewall

Um firewall é o responsável por filtrar pacotes de dados e atuar como proxy, aumentando a segurança dos computadores conectados à rede. Por meio deles, são concedidas permissões de acesso a conteúdos e recursos de rede de acordo com o perfil do usuário.

Como fazer o monitoramento de ativos de rede?

Para garantir que a empresa mantenha os recursos de redes sempre estáveis e esteja ciente dos motivos pelos quais algumas falhas acontecem, é necessário fazer o monitoramento dos ativos de rede de forma eficiente.

Com isso, é possível identificar o tipo de problema que tem afetado a infraestrutura de rede da empresa, desde problemas de hardware até a falta de largura de banda necessária para a realização das atividades organizacionais.

Atualmente, existem interfaces de monitoramento que permitem que o gestor de TI configure regras para que sejam enviados e-mails ou outros tipos de notificações sempre que houver algum tipo de falha na rede da organização. Dessa forma, o gestor da empresa pode atuar de forma pró-ativa para que os problemas não afetem o usuário final.

Para fazer o monitoramento eficiente de ativos de rede, é importante seguir as seguintes orientações:

  • levantar as necessidades de rede da empresa;
  • planejar e dimensionar os recursos necessários para atender a rede da organização;
  • definir um acordo de nível de serviço, determinando o percentual de disponibilidade da rede;
  • verificar a disponibilidade dos ativos de rede e serviços oferecidos;
  • fazer testes de download e upload;
  • dispor de softwares de apoio para o monitoramento de rede;
  • elaborar relatórios de monitoramento;
  • analisar a utilização dos recursos, identificando recursos subutilizados e superutilizados;
  • configurar alertas e enviar notificações de acordo com indicadores de performance de cada ativo de rede;
  • planejar upgrade de banda de internet, equipamentos e recursos para suportar o crescimento da empresa;

O monitoramento de toda a infraestrutura de rede é fundamental para que o gestor acompanhe a saúde do ambiente tecnológico das empresas e garanta que elas possam se antecipar às falhas ou em relação à diminuição de performance em horário de pico.

Agora que você já conhece os ativos de rede e sabe como eles são importantes para sua empresa, que tal compartilhar este post nas redes sociais e contribuir para a disseminação do conhecimento? Até a próxima!