Monitor desktop

Boa parte do nosso trabalho é feita com os olhos. Por isso, seu escritório pode ter um PC poderoso, um teclado moderno e até uma cadeira ergonômica, mas, sem um bom monitor desktop, a sua produtividade e a das equipes será reduzida. Sem contar que todo mundo sairá da empresa mais cansado!

Para conseguir uma tela que ajude o seu negócio a fazer mais em menos tempo, você precisa escolher um modelo que seja mais adequado à sua demanda. Isso significa mais do que olhar apenas o tamanho, a resolução e o preço. Os gestores de TI responsáveis pela aquisição devem pensar nas qualidades que aumentarão a produtividade dos funcionários e nos tipos de garantias que eles precisam.

Pensando nisso, veremos neste guia as vantagens de alugar um monitor desktop e o que é necessário levar em consideração na hora de escolher um modelo. Continue lendo e confira!

Por que alugar um monitor desktop?

De fato, o aluguel de hardware tem sido uma opção crescente entre as empresas que querem cortar custos, aumentar a produtividade e manter-se atualizadas com a tecnologia mais recente.

Ao alugar os monitores, a administração assegura que poderá trocá-los daqui a alguns meses por modelos mais novos ou adequados às necessidades dos diferentes departamentos, sem incorrer nos custos de uma compra. Além disso, a assistência técnica do aluguel garante a rápida reposição do item, sempre que for preciso — o que não costuma ocorrer com a compra, especialmente depois do prazo de garantia.

O aluguel também se revela uma opção muito mais prática quando a empresa passa por uma rápida expansão ou mudança de endereço, ou precisa adquirir um número maior de equipamentos rapidamente para um projeto específico.

Monitor desktop – O que levar em consideração ao escolher um monitor para minha empresa?

Propósito

Em tese, escolheríamos sempre o modelo maior e mais caro — mas isso nem sempre cabe no orçamento ou é pertinente para a tarefa que será desenvolvida com aquela ferramenta. Por isso, a função do monitor é o primeiro item a ser definido. Os demais critérios ficam subordinados a ela, e determinam se o investimento vale a pena ou não.

Local e tamanho

Dois monitores de 27 polegadas são ideais para multitasking, permitindo fácil transição entre arquivos, pastas e programas, mas isso não quer dizer que é necessário alugar um par de monitores para cada funcionário. O tamanho do equipamento deve ser adequado às mesas de trabalho: mesas mais limpas de objetos permitem telas maiores.

Resolução

A maior parte dos monitores hoje é capaz de exibir conteúdo em HD. Modelos com menos de 22 polegadas, geralmente, terão resolução máxima de 1366 x 768, o que significa que só “exibirão” até 720p. Evite-os.

O mais comum são os modelos de 1920 x 1080 (1080p), ideais para assistir à grande maioria dos vídeos e executar a maior parte das tarefas de um escritório. Para usuários que trabalham com imagens altamente detalhadas, um monitor WQHD oferece resolução 2560 x 1440, normalmente em uma tela de 27 polegadas.

Tempo de resposta

Grosso modo, esse é o tempo que o monitor leva para mudar pixels individuais do preto para o branco ou de um tom de cinza para outro. Tempos maiores resultam em borrões de movimento em vídeos ou jogos de ritmo acelerado. O pior tempo que você encontrará hoje, provavelmente, será de 5 milissegundos (ms), enquanto os modelos mais rápidos chegam a 1 ms.

Ergonomia

Investir na saúde laboral é importante, especialmente no caso de equipes que passam muitas horas por dia diante da tela. Por isso, um monitor com base ergonômica altamente ajustável (altura, inclinação e rotação) pode custar mais caro, mas vale muito a pena. Em casos de uso muito intenso, considere um modelo com configuração de filtro de luz azul também, para reduzir a fadiga ocular.

Portas

Se você ou os outros funcionários estão sempre plugando pendrives e outros periféricos, um monitor desktop com hub de USB pode poupar muito tempo. Nesse caso, procure modelos com ports ao lado, para não precisar alcançar as “costas” do equipamento todas as vezes em que for inserir ou retirar um dispositivo.

Cores

Alguns tipos de usuários precisam de cores muito precisas — em especial, os designers gráficos. Contudo, mesmo um contador que lida com planilhas e gráficos pode requerer um monitor onde vários tons de verde (por exemplo) apareçam bem distintos.

Alguns modelos oferecem um menu extenso de configurações de imagem (brilho, contraste etc.) ou ferramentas de calibração de cores. De toda forma, uma dica é consultar quem lida com esse tipo de trabalho e pedir recomendações.

Tecnologia do painel

No geral, monitores com painéis de TN (um tipo de LCD) têm o melhor custo-benefício. Isso porque o TN custa menos para fabricar do que suas alternativas, as telas de IPS, PVA e MVA. Modelos nessas três categorias oferecem ângulos de visão mais precisos e melhor exibição de cores, mas o TN funciona bem o bastante para a maior parte das tarefas corporativas.

Curvas

A lógica dos monitores (e televisores) curvos é imitar a forma como nossos olhos enxergam, mas alguns usuários notam mais diferença do que outros quanto a isso. Certos chefes podem não gostar do fato de que os monitores curvos se destacam mais quando posicionados perto da parede. Não custa nada experimentar antes de decidir, certo?

Extras

Alto-falantes embutidos podem economizar um valioso espaço nas mesas de trabalho, mas costumam emitir um som muito fraco. Isso resulta em funcionários tendo de usar fones de ouvido — o que, dependendo da chefia, pode ou não ser um efeito desejado.

Outro extra a considerar aqui são as webcams: elas podem ser úteis se videoconferências e chamadas são comuns no cotidiano da equipe, mas também oferecem risco à segurança porque podem ser hackeadas. No geral, lembre-se de que toda característica do monitor deve ser considerada na política de segurança de dados.

Como dissemos, o monitor desktop é parte fundamental da experiência de trabalho. Quando o display é inadequado, precisamos fazer mais esforço para enxergar, aumentando constantemente o zoom, e podemos cometer erros ao visualizarmos cores inadequadas, entre outros problemas. Por isso, determinar suas necessidades e alugar o monitor adequado é o melhor caminho para assegurar que essa importante ferramenta estará à altura das ambições do negócio!

Achou as nossas recomendações interessantes? Então siga nossas redes sociais e fique por dentro das melhores dicas de outsourcing, locação de equipamentos de TI, mobilidade corporativa e muito mais! Estamos no LinkedIn, no Twitter e no Facebook.