A ciência de dados é, certamente, uma grande disrupção que faz parte da transformação digital e uma importante aliada nas estratégias de um negócio. No entanto, acredita-se que a falta de significado do enorme volume de informações tem deixado o ambiente corporativo um tanto árido. É nesse contexto que o conceito de Humanized Big Data ganha mais relevância.

A coleta e mineração de informações ajudam empresas a identificar tendências e desvendar oportunidades que contribuem para elaboração de táticas e metas mais certeiras. Todavia, tomar conhecimentos sobre os clientes e o mercado como meros pontos em um mar de dados pode levar a interpretações e conclusões equivocadas — e, também, a erros nas tomadas de decisão.

Nesse cenário, uma abordagem humanizada do Big Data visa incentivar empresas a terem mais controle dessas informações e avaliá-las dentro de um contexto mais significativo, levando em consideração as pessoas que as geraram.

Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura do post e entenda o termo Humanized Big Data e sua importância. Acompanhe!

O que é Humanized Big Data?

As informações que circulam pela internet ou internamente em uma empresa estão relacionadas às interações com os clientes, por isso, possuem grande valor estratégico e comercial. Por meio de sua interpretação, as instituições sabem mais sobre seus consumidores e como conquistá-los para ter resultados melhores.

Logo, é natural pensar que se os indivíduos são a fonte dos dados, um toque humano deve, então, fazer parte do seu processamento e análise. A ideia central do Humanized Big Data é adicionar uma dimensão mais prática e terrena à coleta e interpretação de informações.

Desse jeito, empresas podem visualizar histórias e nuances antes escondidas — uma vez que muitas estão, de certa maneira, distanciando-se das pessoas com quem interagem.

Qual a importância desse conceito?

Apesar dos avanços da tecnologia, máquinas não são capazes de entender completamente as nuances do comportamento humano. À medida que softwares recolhem dados, muito pode ser deixado para trás ou ser mal compreendido.

Desse jeito, a humanização desse processo analítico pode ajudar corporações a ter insights mais precisos que resultarão em resultados de maior impacto.

A Humanized Big Data é possível por meio de algumas iniciativas, como a inserção de profissionais com expertise em psicologia e comportamento em colaboração com analistas e engenheiros de TI.

Isso pode potencializar o entendimento dos dados, tornando-os mais relevantes e funcionais. Assim, gestores e executivos otimizam as tomadas de decisão e minimizam situações relacionadas a falsas conclusões, previsões inconsistentes ou comunicação robotizada.

Em suma, incluir perspectivas comportamentais e contextuais na análise de dados é importante para a identificação de informações realmente ricas e decisivas para que uma empresa conquiste uma vantagem competitiva em seu segmento.

Como o Humanized Big Data contribui para os resultados da empresa?

O levantamento de dados é capaz de revelar tendências, problemas organizacionais e no mercado, desafios e oportunidades. Contudo, o acesso e a interpretação das informações conduzidos apenas por máquinas podem comprometer os resultados e escolhas da empresa.

Veja quatro vantagens que um método mais humanizado pode proporcionar:

1. Gera informações mais qualificadas

Uma característica do Big Data é ter que lidar com um volume incalculável de dados que são reunidos em um curto espaço de tempo. Entretanto, muitas empresas estão percebendo que esse excesso de informações nem sempre é o caminho mais vantajoso para ter insights valiosos.

Assim, percebe-se que para gerar referências que, de fato, ajudaram gestores a delinear ações e planos, a qualidade é mais importante do que a quantidade. Desse modo, cabe ao ponto de vista humano refinar fontes a fim de produzir noções mais eficientes e objetivas.

2. Favorece uma administração mais proativa dos dados

Durante o processo de investigação, conhecimentos relevantes podem sempre se perder no todo. Em função disso, ter um profissional com um olhar apurado garante que a empresa tenha a informação certa no momento certo.

Isso contribui para uma gestão proativa dos dados, no qual o especialista observa os tipos de conhecimentos que são pertinentes e, em seguida, abastece o negócio como em um sistema on demand.

3. Promove visões mais certeiras

Um dos benefícios do Big Data é sua capacidade de mapear cenários e tendências, promovendo uma visão 360º de um negócio. Todavia, essa percepção pode ser ainda mais aguçada se a colheita e apuração forem humanizadas e individualizadas, pensadas para cada cliente ou um grupo específico.

Isso equiparia a empresa com noções preciosas que permitiriam a criação de serviços e produtos superiores e com grandes chances de acerto e aceitação — o que resultou no aumento das vendas e dos lucros.

Instituições que se apoiam somente em análises de dados muito generalizadas correm o risco de extrair conhecimentos defasados ou fora da realidade e do interesse do seu público-alvo.

4. Conduz interações reais

O setor de atendimento ao cliente ganha muito com o Humanized Big Data. Uma vez que esse processo amplia o conhecimento sobre o comportamento do consumidor, suas demandas, seus anseios e seus contextos, os colaboradores podem apostar em interações mais reais com as pessoas, substituindo mensagens automáticas e respostas pré-programadas.

Sem dúvidas, isso propicia uma comunicação efetiva e com maior valor agregado, que atinge o cerne da questão e soluciona as necessidades dos clientes. Uma das grandes reclamações de um serviço ao cliente robotizado é justamente a ausência do toque humano que promove o bom-senso.

Algumas das mensagens informatizadas que são enviadas para usuários podem não resolver suas dúvidas ou simplesmente não se aplicarem a sua situação. Consequentemente, ficam irritados com a instituição ao se sentirem negligenciados.

Logo, o Humanized Big Data aplicado ao SAC, ao help desk e à elaboração de sites e e-commerces, por exemplo, estimula uma melhora significativa no atendimento e na criação de conteúdo, o que colabora para que os clientes fiquem mais satisfeitos e sejam, então, fidelizados.

Empresas que apostam na Humanized Big Data têm a chance de se diferenciar, enxergar boas oportunidades de negócio e surpreender seus clientes com uma abordagem inovadora nos serviços, soluções e atendimento. Logo, o futuro pertence a instituições que investem na evolução tecnológica — ao mesmo tempo em que valorizam o olhar humano.

Você gostou de ler este post sobre Humanized Big Data? Gostaria de ler mais textos relevantes como este? Então, assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos diretamente por e-mail!