A Metodologia Ágil nasceu como uma abordagem em desenvolvimento de software concentrada em resultados. Seus principais elementos são o planejamento adaptável, a auto-organização e a entrega em prazos curtos (daí o nome).

Hoje o conceito se expandiu para além da programação e é usado para descrever um método alternativo de gerenciamento de projetos. Uma Metodologia Ágil é um processo que ajuda as equipes a responderem rapidamente ao feedback (muitas vezes imprevisível) que recebem durante o trabalho. Ela cria oportunidades para avaliar a direção do projeto durante o ciclo de desenvolvimento.

Neste artigo você terá uma visão geral sobre a Metodologia Ágil e seus principais benefícios no setor de TI e nas empresas de uma forma geral. Vamos começar explicando o que são, como funcionam e quais as principais metodologias ágeis existentes. Ao final descrevemos como aplicá-las no setor de TI da empresa.

O que é Metodologia Ágil?

O desenvolvimento ágil é baseado em iterações (etapas), nas quais os requisitos e soluções evoluem por meio da colaboração entre equipes auto-organizadas e com múltiplas funções. 

Se parece difícil de entender, felizmente existe um texto mais simples. Em fevereiro de 2001, um grupo de 17 desenvolvedores americanos publicou o Manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software, resumido em quatro princípios:

  • indivíduos e interações sobre processos e ferramentas;
  • software em funcionamento acerca de documentação abrangente;
  • colaboração com o cliente em relação à negociação de contratos;
  • respostas a mudanças sobre seguir um plano.

O que os desenvolvedores estavam fazendo era uma resposta ao que julgavam ser o uso inadequado de métodos de gerenciamento tradicionais, concebidos para outras indústrias, nas empresas de software. São os chamados “métodos cascata” com etapas sequenciais como planejar, desenhar, construir, testar e entregar. 

No método cascata, a interação entre as equipes é pequena. Cada uma herda do time anterior uma parte do projeto, com pouca ou nenhuma participação no que é visto como responsabilidades dos colegas. E como em software as demandas, tecnologia e concorrência mudam rapidamente, não é uma boa ideia atrasar a entrega do produto, que ao final do processo pode já estar ultrapassado ou inadequado às necessidades do cliente. Sem falar no tempo em que ele ficou sem uma solução.

Quais os motivos para se adotar uma Metodologia Ágil?

Confira nesta seção os principais cenários que motivam a adoção dessas técnicas.

Seu plano já está errado

Inovação significa fazer coisas desconhecidas. Com o desenvolvimento cada vez mais acelerado da tecnologia, o planejamento tem mais chances de dar errado. As demandas dos seus clientes, identificadas hoje, podem ser bem diferentes daqui a 12 ou 24 meses, quando uma solução seria entregue por meio de um “modelo cascata”. 

Você precisa de uma alternativa

Se sua equipe de TI está desmotivada, não tem prioridades claras nem interage bem com os outros departamentos da empresa, a Metodologia Ágil fornece uma forma fresca de trabalhar e com mais resultados concretos ao longo do caminho.

Sua equipe não aprecia o seu plano

Os melhores desenvolvedores, analistas de sistemas, cientistas de dados, etc. querem liberdade para explorar, criar, errar e corrigir erros rapidamente. Um plano tradicional do qual eles têm grande desconfiança não é uma boa forma de encorajá-los. Mas, com mais liberdade, o projeto também passa a ser deles.

Seu concorrente está correndo mais rápido

Quando se trata de projetos de alto risco, o negócio que os realiza mais rapidamente tem mais chances de alcançar o sucesso. Você deve conhecer o ditado de que uma ideia ruim, executada, vale mais do que uma ideia boa no papel. A Metodologia Ágil é adota por administradores que pensam assim: a “acabativa” é mais importante que a iniciativa. 

Quais são as principais metodologias ágeis?

Vamos apresentar resumidamente as principais metolodogia usadas no mercado:

  • Lean. Usada por empresas como a Toyota, concentra-se em reduzir desperdícios, amplificar o aprendizado, tomar decisões tarde e entregar resultados cedo;
  • Kanban. Sua premissa é visualizar o fluxo de trabalho de modo a limitar-se a fazer apenas o que é necessário em cada momento;
  • Extreme Progamming (XP). Método de entrega de software para o cliente de forma muito acelerada e contínua. Seus princípios são simplicidade, comunicação, feedback e coragem;
  • Crystal. Focada em adaptar políticas e práticas para as características individuais de cada projeto;
  • Scrum. Este método separa a equipe em times menores, de 3 a 9 integrantes cada. Eles recebem tarefas que podem ser completadas em pouco tempo (por exemplo, duas semanas) e conduzem reuniões diárias de 15 minutos para avaliar o progresso.

Como aplicar uma Metodologia Ágil no setor de TI da empresa?

Adotar uma Metodologia Ágil implica deixar para trás os métodos tradicionais de gerenciar projetos “em cascata”. Se parece arriscado, na verdade significa reduzir a ameaça de gastar meses ou anos em um empreendimento que dá errado por causa de algum pequeno erro no começo. Em vez disso, a gerência delega responsabilidades e confiança para as equipes trabalharem diretamente com os clientes, entenderem suas necessidades e fornecerem soluções de forma rápida e incremental.

  • Menor e mais rápido. As equipes de TI tradicionais trabalham com fases do tipo alinhar requisitos, desenhar projetos, escrever código, testar e só depois entregar. Já no método ágil, a meta é entregar a primeira melhoria ou solução possível em algumas semanas (ou dias!) e ir entregando o resto aos poucos ao longo de vários meses.
  • Comunicação. Equipes ágeis se reúnem todos os dias em vez aguardarem reuniões semanais ou mensais. Isso assegura que todos estão sempre “na mesma página” mesmo quando as condições mudam.
  • Feedback. Equipes ágeis não esperam a fase de entrega para avaliar o sucesso ou a satisfação do cliente. Elas acompanham sucesso, velocidade e resultados regularmente, ao final de cada iteração ou sprint.
  • Confiança. Equipes e funcionários ágeis são auto-organizados. Eles têm clareza sobre as prioridades e metas e criam seu próprio caminho para alcançá-las. Em caso de dúvida, consultam integrantes de outras equipes sem a necessidade de passar por processos burocráticos, como pedir ao chefe que converse com o chefe do outro setor.
  • Ajustes. Os participantes da metodologia ágil ajustam seus processos continuamente. Se alguma coisa não funciona ou não está saindo de acordo com o planejado, pode ser descartada logo. A meta é sempre resolver problemas, e não cumprir o plano.

A Metodologia Ágil reduz riscos comuns associados à entrega, ao escopo e orçamento de projetos. Ela encoraja a colaboração entre cliente e equipes, oferecendo benefícios mútuos, cortando custos e resultando na entrega de produtos mais úteis e competitivos. Além disso, oferece mais liberdade para os funcionários criarem, resultando em um ambiente de trabalho mais agradável e motivador.

Este artigo foi instrutivo? Então siga a gente no FacebookLinkedIn e Twitter para ficar por dentro das novidades do mercado de TI e locação de hardware!