A Tecnologia da Informação (TI) é parte integrante e essencial na maioria das empresas, afinal, pequenas, médias ou grandes companhias necessitam do máximo de qualidade de seus ativos de tecnologia. Assim, um projeto de infraestrutura de TI deve ser bem avaliado para atender a essas expectativas.

Neste post, vamos mostrar para você a importância de uma boa avaliação de qualidade da área e como realizá-la em seu planejamento de estrutura de tecnologia para alcançar os melhores resultados possíveis. Esteja atento às dicas e mãos à obra!

A gestão da qualidade

A gestão da qualidade é essencial para o sucesso de qualquer implantação de projetos de tecnologia da informação na empresa. A dúvida central é como realizar a medição desse fator com confiabilidade. Afinal, o que é qualidade?

Qualidade é a satisfação completa das necessidades do cliente, do usuário ou organização. Segundo a ISO 20000, norma que versa sobre o gerenciamento de qualidade em TI, podemos definir a qualidade como algo que satisfaça os seguintes princípios básicos:

Foco no cliente

É preciso pensar e construir um projeto de infraestrutura de TI pensando na satisfação do cliente. Seja ele interno ou externo, suas demandas devem ser atendidas.

Liderança

Além de focar na qualidade do projeto de estrutura de tecnologia da empresa, é responsabilidade dos líderes e gestores criar um ambiente propício para os envolvidos exercerem suas atividades.

Envolvimento

A busca por qualidade deve ser um compromisso não só da diretoria, mas de todos os colaboradores envolvidos diretamente nos processos a serem abordados e melhorados.

Abordagem de processo

A divisão de toda a infraestrutura de TI em processos permitirá uma visão mais ampla das necessidades e itens que devem ser avaliados na busca pela qualidade constante do projeto.

Abordagem sistêmica

É importante estudar os inter-relacionamentos entre os processos abordados, garantindo uma visão sistêmica de toda a infraestrutura. Isso facilita a gestão e melhora a performance corporativa.

Melhoria contínua

Seu objetivo não deve ser apenas avaliar a qualidade de seu projeto de infraestrutura de TI na implantação, mas estabelecer uma política de melhoria contínua dos processos e atividades.

Tomada de decisão

Toda e qualquer decisão de alteração no projeto e após a implantação dele deve ser feita com base em fatos, dados coletados e analisados para dar base às tomadas de decisão.

A avaliação de qualidade

Para aplicar uma avaliação de qualidade é preciso estabelecer, primeiramente, algumas questões envolvendo os objetivos, metas e indicadores que serão utilizados para realizar a medição de todo o projeto.

Objetivo

É o que se espera e onde se pretende chegar. O projeto deverá atender a uma expectativa criada anteriormente e que justifique os investimentos em seu desenvolvimento e implantação na empresa.

Para isso, deverá ter um objetivo específico para o seu cumprimento. Existe uma técnica para a criação de metas e objetivos, chamada SMART, que traz alguns requisitos a serem cumpridos. De acordo com essa técnica, seu objetivo deverá ser:

  • specifc    — específico;
  • measurable — mensurável;
  • attainable — atingível;
  • relevant— relevante;
  • time-bound — temporizável.

Metas

Os objetivos são diluídos em metas que devem ser cumpridas em um tempo menor de atuação e podem servir como forma de avaliar a possibilidade, ou não, de cumprir com o objetivo proposto no início do projeto.

Quando as metas não são atingidas é preciso intervir para buscar alternativas ou reavaliar o objetivo final, que pode ter sido muito ambicioso. Caso as metas estejam sendo batidas significa que o projeto está tendo um bom andamento.

Indicadores

São o meio mais rápido de verificar como está a situação do projeto, visto que podem ser coletados e analisados em tempo real. Podem ser avaliados como bons, médios e ruim de acordo com uma faixa de valores preestabelecidas.

Geralmente ao coletar os indicadores pode-se montar gráficos e relatórios que facilitam a visão e o entendimento da situação que eles demonstram. É a avaliação deles que indicará o cumprimento de metas e posteriormente do objetivo.

Os frameworks de qualidade

Existem uma série de frameworks de qualidade que podem ser empregados na implantação de um projeto de infraestrutura de TI. Eles podem ser considerados como bibliotecas de boas práticas que auxiliam na construção e manutenção de uma estratégia de gestão da qualidade.

ITIL

O Information Technology Infrastructure Library é o framework mais utilizado no mundo para gerir projetos e estruturas de tecnologia. Seu foco é alinhar os serviços de TI junto às demandas estratégicas da organização.

É baseado no ciclo PDCA (Plan — Planejamento, Do — Execução, Check — Controle, Action — Ação), sendo responsável pelas estratégias de serviço, melhores soluções, níveis de serviço e gestão de mudanças. Ao ser implementado, a empresa pode obter processos de TI mais consistentes.

COBIT

O Control Objectives for Information and Related Technology é um framework muito utilizado no mercado e está ligado a governança de TI podendo ser utilizado para o controle de qualidade de projetos e infraestruturas de tecnologia.

É responsável pelas práticas gerenciais dos serviços de TI, objetivando o aumento dos níveis de qualidade e segurança da informação, alinhando os serviços às estratégias do negócio.

Boas práticas

Existem uma série de boas práticas que podem ser aplicadas na busca por uma avaliação de qualidade nos projetos de infraestrutura de TI nas empresas, entre elas estão:

Testes funcionais

A implantação de um projeto de infraestrutura é algo complexo que pode demandar diversos recursos. Mesmo com a aplicação de princípios de qualidade e apoio de frameworks alguns problemas podem vir a acontecer.

Aplicar testes de funcionalidade auxilia a avaliação do real funcionamento de todas as partes da infraestrutura em um ambiente real de produção, permitindo uma avaliação de sua situação.

Testes de stress

Não basta que a estrutura de tecnologia apenas responda satisfatoriamente, mas que esteja preparada para funcionar sobre um grande stress. Isso previne que imprevistos possam ocorrer quando algum evento aumentar as demandas.

Os testes de stress expõem a infraestrutura a um grande estresse de utilização, exigindo de todos os seus limites para atendê-lo e possibilitando a avaliação de seu desempenho.

Gerenciamento de ambiente

Após aplicação de todos os itens anteriores e implantação da infraestrutura de tecnologia da informação é necessário buscar pela melhoria constante dos processos por meio de uma rotina de monitoramento e gerenciamento.

Depois da implantação alguns indicadores podem ser alterados, porém o seu monitoramento na busca de oportunidades de melhoria deve continuar para que a empresa possa obter o máximo de capacidade de sua estrutura de tecnologia.

Avaliar a qualidade de um projeto de infraestrutura de TI é essencial para evitar manutenções e custos posteriores por conta de demandas não atendidas, ou atendidas de forma insatisfatória. Esperamos que você possa ter adquirido informações acerca de como aplicar essa avaliação ao ler esse post.

Ficou com alguma dúvida? Tem alguma informação para compartilhar? Queremos saber a sua opinião! Deixe-nos um comentário nesse post!